EntrevistasGaleriaVideos

Mickael Carreira vive uma fase feliz da sua carreira (Com Vídeo)

Tem corrido o país de lés a lés com a «Tour Bailando» que termina a 24 de Outubro no Meo Arena, em Lisboa. Fomos encontrar o artista na festa em honra de Nossa Senhora da Nazaré, em Cortegaça, Ovar, onde o aguardavam milhares de pessoas. O espectáculo começou depois da hora anunciada. A primeira música arranca e começa a chuva de aplausos. Homens e mulheres, todos sabiam trautear as suas canções. Não faltaram os tradicionais cartazes com mensagens, aplausos e muita animação, num espectáculo que se aproximou de duas horas de duração.

David Pereira e Maria José chegaram cedo, à espera de conseguir “um bom lugar”. Estavam relativamente próximos do palco. Têm os discos, sabem bem as canções, mas ver o artista de perto é diferente e nunca o tinham feito. A estratégia resultou. “Aqui dá para filmar e tirar fotografias”.

Mas existia quem estava junto à grade, que ficava a poucos metro do palco. Fernanda Castro, na primeira fila, tinha o privilégio de ver de perto o seu artista preferido e, quem sabe, “receber um beijo ou de lhe poder tocar”, ambicionava.

A viver uma das melhores fases da sua vida, o artista, de 29 anos, não esconde o carinho que tem recebido ao longo dos anos e, apesar do muito trabalho, a recompensa está a ser muito boa. “Eu pretendo todos os anos surpreender o público com coisas diferentes” e “sem dúvida que vivo neste momento um período muito feliz da minha vida”.

Esta tourné tem-me dado muitas alegrias, estamos já a gravar o programa de «The Voice Portugal», que regressa em Outubro à RTP. “Eu sempre fui muito tímido e este programa permitiu libertar-me dessa timidez, além de eu aprender muito com os concorrentes, os músicos, a produção… foi uma grande escola para mim”.

Na opinião do cantor, que nasceu a 3 de Abril de 1986, em Paris, o género musical deste seu novo disco «Sem Olhar para Trás» segue a linha dos anteriores, mas “existe sempre uma grande evolução”. O disco saiu em Outubro e rapidamente chegou a dupla platina. “Com a dificuldade que o nosso país vive, isto é muito bom”. O disco trouxe-me coisas muito boas e o tema «Bailando» foi a melhor maneira de “enriquecer este disco” e depois o single «O que tu quiseres», com os B4. “Gravar com o Henrique era algo que eu não imaginava, uma vez que era o meu ídolo desde miúdo”. O cantor diz não ter palavras para descrever o sucesso desta canção. “Não esperava que a canção tivesse tanto sucesso”, confessa.
Mickael Carreira diz ainda não saber ao certo o lugar que ocupa na música portuguesa, mas aquilo que tem a certeza “é que quer ser um exemplo para as novas gerações”.

Para quem acompanha a percurso de Michael Carreira, rapidamente verifica uma evolução a nível de produção, composição e da própria voz. “Existe uma grande evolução neste disco, porque trabalhei com grandes profissionais, aprendi muito com eles e acompanhei toda a evolução do disco como os anteriores”.
Apesar da sua juventude, o cantor já recebeu um prémio de artista revelação com um globo de ouro. No entanto, garante que existem prémios e prémios. “Quando são entregues pelo público, o sabor é muito especial e, para ser sincero, não sei como naquela altura ganhei o globo de ouro, apesar de ter sido muito bom, pois estava no início da minha carreira e o prémio ajudou-me muito”, concluiu.

Fotos: Hugo Viegas

[metaslider id=4560]
Tags
Show More

Related Articles

One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close