GaleriaVideos

“Ol(h)á Florbela!” começa 2017 no Porto (Com Vídeo)

Tem percorrido todo o país e chega hoje, dia 1, ao Teatro Sá da Bandeira, com uma matiné especial de ano novo, pelas 17 horas e promete ajudar, durante duas horas, a recordar o Parque Mayer.

No 4.º mês de representações, a revista “Ol(h)á Florbela!” dá as boas vindas ao novo ano na Invicta. Para a curta temporada no Sá da Bandeira, a produção apresenta como convidado em duas sessões, o popular cantor FF, que irá atuar com temas do seu repertório nas sessões de dia 7, sábado, às 21h30, e dia 8, domingo, às 16 horas.

“É no palco que os artistas devem estar”, tem referido muitas vezes Florbela Queiroz. O elenco é ainda composto por Vera Mónica, Marisa Carvalho, Raquel Caneca e Gonçalo Brandão. O seu nome faz parte da história do teatro português. Ao fim de 60 anos de carreira, continua a assumir uma enorme paixão pela profissão que escolheu.

Florbela de Carvalho Azevedo Queiroz referiu recentemente à AIR Informação que mantém a boa disposição, profissionalismo e a rebeldia com que sempre nos habituou. Aos 73 anos continua a ser frontal e uma apaixonada pela vida. “Sabe que em Portugal perdemos por dizer o que pensamos ou sentimos, mas não sou de meias medidas. Comigo é pão, pão, queijo, queijo” (risos).

As memórias são muitas antes e depois de se ter tornado actriz. “Recordo as minhas brincadeiras com o meu avô e, depois, já atriz, era obrigatório passar pelos teatros e fui sempre muito bem recebida e acarinhada como mulher e actriz”. Quando está na cidade do Porto sente-se em casa. “Sou portista ferrenha de cartão e bandeira (risos), a família do meu pai é do Porto, vivi aqui muitos anos, estudei, fiz a minha comunhão e fui sempre muito feliz”. Mas muito mais do que as recordações, “porque até nem sou nada dada ao passado”, as pessoas “são fantásticas e muito sinceras”.

Números como a “Alentejana” ou o “Tropa”, protagonizado por Florbela Queiroz, têm levado o público às gargalhadas, tal como a “Casa de Fados”, o “Pau de Selfie” ou a “Pizza” em “Ol(h)á Florbela!”

Por sua vez, Marisa Carvalho, responsável pelo quadro sério da revista – o “Emigrante” tem sido aplaudida de pé, de forma efusiva, entre muitos “bravos”. A música é também um aspeto a destacar neste espetáculo, ou seja, para além das canções que acompanham as rábulas, Vera Mónica interpreta ainda dois fados.

“Ol(h)á Florbela”, tem encenação de Isabel Damatta”, apresenta-se com um guarda-roupa, assinado por Carlos Mendonça.
Os bilhetes estão à venda na TICKETLINE e variam entre os 10 e os 15 euros.

Imagens de vídeo do espectáculo gentilmente cedidas pela produção.

[metaslider id=7300]
Tags
Show More

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close