Espetáculos NacionaisVideos

VÍDEO: Tony Carreira esgotou Multiusos de Guimarães antes de fazer pausa na carreira

30 anos com disco acústico

São 30 anos dedicados à música. Tony Carreira assinala todos estes anos com um disco acústico, o 20.º de originais da sua carreira. O álbum “As canções das nossas vidas” foi gravado ao vivo nos espetáculos acústicos que o cantor de “sonhos de menino” fez em janeiro deste ano no Theatro Circo de Braga. Do alinhamento fazem parte três temas novos, entre os quais “Cosas del amor”, em dueto com Rudy Pérez.
“São 30 anos de canções e de cumplicidade com o público. Eles dão-me a possibilidade de continuar a fazer as coisas que tenho feito e que me permitem hoje ter uma casa cheia”, assume o cantor.
Tony Carreira, de 54 anos, prometeu um espetáculo “muito especial” na cidade berço e cumpriu. O cantor atuou, ontem, pela 12ª vez, no Multiusos de Guimarães, no concerto de encerramento, a norte, das comemorações que assinala todos estes anos de canções. Nos dias 16 e 17 atuará pela 18ª vez na maior sala de espetáculos do país, o Altice Arena, em Lisboa, concertos que marcam o encerramento as comemorações da efeméride.
“Foram trinta anos que passaram num ápice. Trinta anos a olhar o mundo com os olhos brilhantes, ansiosos e apaixonados de um menino. Trinta anos, sempre em busca de mais”, assume.
O cantou há muito que anunciou, para 2019, uma pequena pausa para retemperar forças num descanso “merecido”. “Vou parar para olhar para as coisas, pensar no que me apetece fazer e ver qual será o futuro”, assumindo que “é importante que o público possa respirar e descansar um pouco de mim”.
Tony Carreira vai deixar os concertos, a música, mas vai voltar ao cinema no próximo ano, uma vez que já está a ser preparado um documentário que mostra o artista em estúdio e na estrada.
O seu nome arrasta multidões, esgota concertos. ”Não será uma pausa definitiva”, mas não sabe o quanto esta demorará. Aquilo que sabe e acredita é que será um regresso com “mais garra”.
Sonho, destino, coração, amor, vida e paixão” são palavras que estarão eternamente ligadas a Tony Carreira, “tantas foram as canções, as letras, as histórias e as emoções vividas e que as inspiraram, ao longo dos últimos 30 anos”, enfatiza António Manuel Mateus Antunes (Tony Carreira), do Armadouro, no concelho da Pampilhosa da Serra.
Começou a sua carreira em França, numa banda. Em 1988, já a solo, editou aquele que seria o seu primeiro single, depois da participação no Festival da Canção da Figueira da Foz. O primeiro disco do cantor surgiu em 1991. Ao longo de 30 anos, o cantor editou 28 álbuns, quatro DVD, 60 discos de platina e mais de quatro milhões de discos vendidos. Recorde-se que, em 2016, o cantor foi distinguido, em França, com o grau de Cavaleiro da Ordem das Artes e das Letras.

 

Show More

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close