Sociedade

Américo Aguiar, novo auxiliar de Lisboa, foi ordenado bispo hoje

“Sempre me senti muito bem a fazer pontes”. Esta foi uma das muitas mensagens do novo auxiliar do Patriarcado de Lisboa, D. Américo Aguiar, que foi hoje ordenado bispo no Porto, uma cidade que conhece bem, numa cerimónia que decorreu na Igreja da Trindade e que juntou centenas de pessoas. A ordenação episcopal foi presidida por D. Manuel Clemente e contou com a presença do primeiro-ministro e dos presidentes da Câmara de Lisboa e do Porto. Além de várias autoridades religiosas e civis, a cerimónia teve como co-ordenantes D. Manuel Linda, bispo do Porto, e D. José Domingo Ulloa, arcebispo do Panamá, tendo estado presentes mais de duas dezenas de bispos portugueses.
Durante a cerimónia D. Américo referiu-se, emocionado, à morte da sua mãe, que faleceu ontem, e cuja a  missa exequial foi celebrada este domingo, de manhã, no Mosteiro de Leça do Balio. Apesar do luto, fez questão de manter as cerimonias de ordenação episcopal.
Após a Comunhão, o prelado abençoou todos aqueles que se encontravam no interior da Igreja, sob os aplausos dos presentes.
Américo Aguiar pediu ainda para que “rezem” por mim, e “levem um beijo, uma oração, aos vossos, aos de mais longe, aos doentes, aos desfavorecidos, aos que mais precisam, aos últimos. Estamos todos juntos, tenho o Porto e Lisboa no coração”, enfatizou.
Recorde-se que o novo Bispo, que é natural da Diocese do Porto, nasceu a 12 de dezembro de 1973, e foi ordenado sacerdote em 2001. É ainda presidente da Irmandade dos Clérigos, a partir de 2011 e, desde 2016, presidente das empresas do Grupo Renascença Multimédia e diretor do Secretariado Nacional das Comunicações Sociais.

Tags
Show More

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close