Sociedade

Financiamento para Ecopista do Vouga foi aprovado

A Ecopista do Vouga vai ser construída a partir do Complexo Ferroviário de Sernada até ao lugar de Foz, interligando aí com a já existente em Sever do Vouga

A Câmara Municipal de Águeda vai avançar com a construção do troço da Ecopista do Vouga, um projeto de execução de um traçado ciclável e pedestre que faz a interligação com vários municípios, criando uma rede de ecopistas de âmbito regional (ligando a do Vouga, Dão e Mondego) e nacional/internacional (EuroVelo 1).
O referido financiamento traduz-se num investimento elegível de 151.368,33 euros, sendo que 70 por cento deste valor é comparticipado pelo Turismo de Portugal, no âmbito da Linha de Apoio à Valorização Turística do Interior – Programa Valorizar.
Designado como “Projeto de infraestruturação, monitorização e gestão integrada dos traçados estruturantes da Grande Rota da Ria de Aveiro – Ecopista do Vouga”, este troço  ligará Sernada do Vouga (Águeda) ao lugar de Foz (Albergaria-a-Velha/Sever do Vouga), num percurso de cerca de 4,6 quilómetros, sendo que, destes, 800 metros se situam em Albergaria-a-Velha. Nesse sentido, os dois municípios vão estabelecer um acordo de comparticipação financeira proporcional, cabendo a execução da obra ao Município de Águeda.
“Fica, assim, assegurada a ligação do Complexo Ferroviário de Sernada da Ecopista do Vouga até à Ecopista do Dão”, referiu Jorge Almeida, Presidente da Câmara de Águeda, salientando que este é um projeto que “valoriza a região em termos históricos, ambientais e turísticos”.
Entre Sernada do Vouga e o nó da A25, no Carvoeiro, estão previstas intervenções pontuais de melhoria da estrada (pavimento fendilhado ou depressão acentuada), bem como a instalação de sinalética vertical e marcações no asfalto; do nó da A25 até à Foz será construída uma ciclovia, utilizando o espaço canal da Linha Ferroviária do Vouga.
Esta Ecopista, que utiliza o traçado do ramal de Viseu da Linha do Vouga, permite ligar, a partir de Sernada, vários concelhos, designadamente Águeda, Albergaria-a-Velha, Sever do Vouga, Oliveira de Frades, Vouzela, S. Pedro do Sul, Viseu, Tondela e Santa Comba Dão, numa extensão total de cerca de 128 quilómetros.
Com a articulação com os traçados regionais – Ecopista do Vouga, Ecopista do Dão e Ecovia do Mondego – e o nacional/internacional – EuroVelo 1, este projeto permitirá contribuir para a infraestruturação, qualificação e dinamização turística dos principais eixos de mobilidade suave e que, desta forma, coloca Águeda num patamar de destaque no segmento turístico do Cycling & Walking de dimensão internacional, promovendo ainda a visitação a elementos do património natural e cultural.
Integrando a Grande Rota da Ria de Aveiro e assegurando a ligação com os referidos traçados regionais e nacionais, o prolongamento da Ecopista do Vouga desempenha um papel muito relevante na expansão e consolidação da rede de oferta nacional de produtos de Cycling & Walking.

Foto: DR

Tags
Show More

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close