Cultura

Teatro São João: leituras no Mosteiro exploram os dramas familiares de Os Espetros

Obra de Henrik Ibsen é relembrada na próxima sessão. Atividade conta com o professor catedrático Gonçalo Vilas-Boas como convidado

Foi em 1922 que a peça Os Espectros, de Henrik Ibsen, foi pela primeira vez apresentada no então Teatro São João, pela Compagnia Ermete Zacconi. Agora, quase cem anos depois, a obra de 1881 está em destaque nas Leituras no Mosteiro, que decorre amanhã, às 21h00, no Mosteiro de São Bento da Vitória. Tendo estudado e dado a conhecer o reportório de Ibsen ao longo da sua carreira, Gonçalo Vilas-Boas, professor jubilado da Faculdade de Letras da Universidade do Porto (FLUP), é o convidado da sessão. As Leituras no Mosteiro têm coordenação de Nuno M Cardoso e Paula Braga e são de entrada gratuita.
Os Espetros, obra fortemente criticada pela sociedade dinamarquesa da época e pela igreja católica, dá vida a um drama familiar controverso onde são abordados alguns temas “tabus” para a altura, como a infidelidade e o incesto. Helena Alving, protagonista deste drama e consciente das traições do marido, vive dividida entre o moralismo rígido do passado e as consequências infelizes de quebrar os dogmas antiquados. A peça, à semelhança das últimas escritas pelo dramaturgo norueguês, apresenta-se em dois cenários: em palco, num salão burguês onde se desenrola o drama, e fora dele, no “mundo primitivo e as arcaicas forças da natureza”.
Em novembro, no dia 17, as Leituras no Mosteiro vão destacar A Cantora Careca, de Eugène Ionesco, pela primeira vez apresentada no Teatro São João em 1959.

Realizando-se agora nos Claustros do Mosteiro de São Bento da Vitória, a participação na atividade requere inscrição obrigatória que pode ser feita através do seguinte linkhttps://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScmP4GbOy-IANue_5rHayTFdXCG4Xav-2yNAgDAHKFtamEvMw/viewform.

Tags
Show More

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close