Notícias

Covid-19: Cerca de meia centena de escolas com surtos ativos

Cerca de meia centena de escolas têm surtos ativos de covid-19, avançou hoje a diretora-geral da Saúde, que fez um balanço positivo das primeiras semanas de aulas.
“Neste momento, estão ativos 49 surtos em escolas com 449 casos reportados”, disse Graça Freitas na conferência de imprensa de atualização de informação sobre a pandemia de covid-19 em Portugal.
Nestes casos reportados, que integram creches, escolas e o ensino superior, não estão ainda todos os alunos do programa Erasmus que “têm sido bastante identificados em várias zonas do país”, ressalvou a diretora-geral da Saúde.
Graça Freitas realçou os resultados de uma sondagem da Intercampus feita para o jornal Negócios e CMTV/CM que revela que apenas 17% dos inquiridos considera que o regresso às aulas presenciais correu mal.
Para a diretora-geral da Saúde, a sondagem confirma o que as autoridades de saúde têm vindo a dizer e manifesta a confiança dos portugueses.
“As pessoas viram este regresso à escola como um movimento seguro e positivo, atendendo a que a comunidade escolar mobiliza diariamente e regularmente 1,2 milhões de pessoas, fora as que indiretamente estão ligadas a este movimento, parece-me que de facto no início do ano letivo estas semanas que já decorreram têm um saldo bastante positivo”, salientou.
Questionada sobre se o trabalho para rever as orientações para enfrentar a pandemia nas escolas, que estava a ser feito entre a DGS e a direção dos estabelecimentos escolares, já terminou, Graça Freitas afirmou que “este é um trabalho nunca acabado”.
“A parceria entre o Ministério da Saúde e o Ministério da Educação tem décadas. Nós temos equipas de saúde escolar que acompanham o desenvolvimento dos anos letivos e, portanto, vamos continuar este trabalho”, que, adiantou, assenta em “três ordens de questões”, sendo a primeira responder através de fax às dúvidas mais frequentes dos profissionais.
“A segunda é alinhar o referencial para a Educação com os normativos que vão saindo da Direção-Geral da Saúde e a terceira é entre os dois ministérios, de trabalhar no sentido de monitorizar o número de casos, independentemente de estarem ou não integrados em surtos”, disse Graça Freitas.
A pandemia de covid-19 já provocou mais de 1,1 milhões de mortos e mais de 40,8 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.
Em Portugal, morreram 2.229 pessoas dos 106.271 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

HN // JMR

Tags
Show More

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close