Desporto

A cegueira e o futebol

A pandemia prossegue com decisões que se vão alterando e acumulando em função dos humores da covid-19. Mas há sempre algo que escapa aos decisores. Sobretudo porque a sociedade portuguesa está rotinada para olhar para as pessoas ditas ” normais “. E esquece-se frequentemente do desporto adaptado. Do desporto para pessoas com deficiência. O grito de revolta vem de Coimbra. A equipa de futebol para cegos do SC Coninbricense que brevemente representa Portugal num torneio na Suécia e no Europeu B , está em andamento mas  não é ainda reconhecida oficialmente mesmo que  tenha  já um aceno de simpatia de algumas figuras federativas e até Cristiano Ronaldo anda  a ser seduzido para um empurrão no processo. Rui Jesus um dos jogadores do futebol para cegos lembra que ” a DGS não contempla o desporto adaptado na epidemia. Nada contemplado no primeiro confinamento. Praticamente um ano depois tudo na mesma. Se para um cego é fundamental a atividade física e até como fator de estabilidade emocional não existem normas ou orientações especificas “.
Os desportistas adaptados vivem por isso com medo permanente. Da penalização com multas pela prática de algo proibido na pandemia.
Por isso treinam nos quartos de casa, nos corredores, garagens. Fazer isso ao ar livre torna se um risco mais ainda porque um cego para se movimentar e treinar necessita do braço de um guia e aí entra o impedimento do distanciamento social.
A Federação internacional de desporto adaptado elogia o esforço português, mas reconhece que as decisões de saúde são locais e por isso fica de mãos atadas.  Rui Jesus clama pela ” igualdade de tratamento” porque por exemplo as competições profissionais do futebol estão a decorrer.  O SC  Coninbricense vai como seleção nacional à Suécia e Europeu B. ‘ Vai embarcar e arriscar com as quinas ao peito . Vai para ganhar contra tudo e todos ” garante Rui Jesus. Sem normas. Sem saber se o pode até fazer. Nesta angústia de roçar a ilegalidade. Tudo porque no meio da vertigem das zaragatoas o desporto adaptado parece ter ficado  fora de jogo.

Fernando Eurico

Jornalista

Tags
Show More

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close