Educação

Alterações ao calendário letivo publicadas em Diário da República

Nessa semana, vão estar também encerradas as discotecas e bares, e o teletrabalho será obrigatório.  

O novo calendário letivo foi hoje publicado em Diário da República, com alterações nas férias escolares devido à “semana de contenção” decretada para conter a pandemia da covid-19 e que vai atrasar o início do 2.º período.

Conforme anunciado em 25 de novembro pelo primeiro-ministro, António Costa, o reinicio do ano letivo foi adiado para 10 de janeiro, em vez da data inicialmente definida no calendário escolar, que previa que o 2.º período começasse no dia 03.

O adiamento, aplicado a todas as escolas públicas e privadas e às creches, será compensado com dois dias na interrupção do Carnaval e outros três nas férias da Páscoa.

Assim, e de acordo com o novo calendário publicado hoje em Diário da República, os alunos terão apenas um dia de descanso no Carnaval, em 01 de março, em vez dos três inicialmente previstos (entre 28 de fevereiro e 02 de março).

O 2.º período termina em 08 de abril, três dias mais tarde daquilo que tinha sido definido no início do ano letivo, e as férias da Páscoa são entre 11 e 18 de abril.

O terceiro período não sofreu alterações, mantendo-se o regresso às aulas no dia 19 de abril e o último dia em 07 de junho para os alunos do 9.º, 11.º e 12.º anos, 15 de junho para o 10.º ano e do 5.º ao 8.º anos, e 30 de junho para o pré-escolar e 1.º ciclo.

Estas alterações de calendário fazem parte do conjunto de medidas anunciadas para conter a pandemia da covid-19 e decorre da implementação de uma “semana de contenção” no início do ano, entre 02 e 09 de janeiro.

Nessa semana, vão estar também encerradas as discotecas e bares, e o teletrabalho será obrigatório.

MICA // SB

Tags
Show More

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close