Educação

Colégio de Gaia volta a mostrar a excelência da sua oferta educativa

De 28 a 30 de abril, a Expocolgaia abre as portas para dar a conhecer o que tem para oferecer aos alunos, seus cursos e laboratórios. É a 25.ª edição.

São três dias preenchidos com atividades e visitas, das 10 da manhã às sete da tarde, conversas com alunos e professores, perguntas e respostas. O Colégio de Gaia, no centro de Vila Nova de Gaia, volta a mostrar a sua oferta educativa aos alunos de outras escolas, sobretudo aos do 9.º ano. É a 25.ª vez que o faz, depois de dois anos de pandemia, em que a iniciativa aconteceu em formato virtual. Volta agora ao regime presencial, mantém a forma virtual, o balanço é positivo.


António Manuel Barbosa, diretor do Colégio de Gaia

“A Expocolgaia é, sobretudo, a mostra da nossa oferta educativa com realce para os nossos 13 cursos com planos próprios”, refere António Manuel Barbosa, diretor do Colégio de Gaia. São 13 cursos científicos-tecnológicos de diversas áreas, desde a saúde à informática, do desporto à administração. São cursos que abrangem sete áreas educativas. Cursos certificados, de três anos e com 130 disciplinas no total, que dão acesso ao mercado de trabalho ou ao ensino superior. As candidaturas estão abertas neste momento.
“A ideia é que os alunos nos visitem com o intuito de os levar aos nossos laboratórios”, adianta o diretor do colégio. Mostrar a parte prática e a componente técnica é importante e faz toda a diferença. É possível falar com os alunos e os professores do colégio, levar informação para casa, desdobráveis com a descrição dos cursos, planos de estudos, cargas horárias, saídas profissionais. As disciplinas estão em constante atualização. “Não temos manuais, temos sebentas que se renovam todos os anos”, realça o responsável.
A Expocolgaia é, no fundo, uma montra da oferta do Colégio de Gaia, um cartão de visita do que tem para oferecer à população estudantil, do pré-escolar ao secundário. “É um contacto prático para quem quer pôr as mãos na massa, ver as máquinas a trabalhar, os laboratórios a funcionar”, sublinha António Manuel Barbosa. E fazer todas as perguntas, tirar todas as dúvidas. Em 25 edições, o balanço é positivo. “É uma mostra muito interessante.”

“Vão ser os melhores dias para quem anda no colégio”


Miguel Lino, Coordenador do Curso de Tecnologias e Segurança Alimentar

Miguel Lino, Coordenador do Curso de Tecnologias e Segurança Alimentar, explicou à Agência de Informação Norte que os alunos “estão animados, muito empenhados e colaborativos” na edição deste ano, uma vez que a Expocolgaia “é uma novidade para todos eles porque nunca vivenciaram a experiência de participar”. O interregno provocado pela pandemia “teve um impacto negativo” junto dos estudantes porque os “impediu” de participar, e que se “manifestou no crescimento pessoal” dos alunos, enfatizou.
No caso do ensino secundário, conta que os laboratórios estão abertos para que os visitantes e antigos alunos possam perceber “e até manipular” as diferentes atividades que cada curso tem. “Dentro de cada laboratório há essa possibilidade de experienciar algumas das atividades que são realizadas por esse curso ao longo dos três anos” em que o mesmo decorre, explica Miguel Lino.
Relativamente ao ensino básico, frisa que até sábado vão estar expostos vários trabalhos realizados por estes alunos do seu percurso escolar desde a pré até ao 9.º ano.


Beatriz Carvalho frequenta o curso de Administração e Marketing

Será certamente uma experiência única. Vão ser os melhores dias para quem anda no colégio”, refere Beatriz Carvalho, de 18 anos.
Para esta aluna do curso de Administração e Marketing tudo foi pensado ao pormenor. Pelo stand deste curso vão passar influencers, um youtuber, figuras públicas, um desfile de moda, onde se destaca, entre outras, a marca de uma aluna do colégio, além de vários jogos.
A grande aprendizagem que espero tirar destes dias é aprender a trabalhar em equipa, a aceitar ideias, sermos mais ponderantes, chegar a consensos”, já que “todos temos personalidades e opiniões muito distintas”, rematou.


Alberto Santos frequenta o curso de Eletrónica, Telecomunicações e Computadores

Alberto Santos, de 18 anos, frequenta o curso de Eletrónica, Telecomunicações e Computadores no Colégio. Neste que será o seu “primeiro” contacto com o público, encara-o como “um desafio”, além de uma “oportunidade para melhorar” a capacidade de falar em público. “Esta interação com o público vai-nos permitir uma melhor experiência, para que no final do ano possamos apresentar sem medos o nosso projeto”, garantiu.


A Agência de Informação Norte acompanhou a abertura da 25.ª edição da Expocolgaia

O colégio marcou presença na Qualifica – Feira de Educação, Formação, Juventude e Emprego, que teve lugar na Exponor, no Porto. E o Serviço de Psicologia e Orientação do colégio já esteve em todas as escolas de Gaia.
O Colégio de Gaia, que celebra 90 anos em 2023, tem cerca de 1500 alunos, não só de Vila Nova de Gaia, mas também de vários concelhos tanto a norte como a sul, do pré-escolar ao 12.º ano. Na formação técnica, tem 39 turmas, uma por cada ano e por cada curso, num total de 1060 estudantes.

 

 
Colégio de Gaia volta a mostrar a sua oferta educativa aos alunos de outras escolas

Tags
Show More

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close