Sociedade

Município de Águeda cede antigo Jardim de Infância de Pedaçães à CERCIAG

Equipamento vai ser transformado em salas de trabalho do Centro de Atividades Ocupacionais

A Câmara Municipal de Águeda assinou, ontem, um protocolo com a CERCIAG – Cooperativa de Educação e Reabilitação de Cidadãos com Incapacidades de Águeda, CRL, que formaliza a cedência das instalações e espaço exterior do antigo Jardim de Infância de Pedaçães, em Lamas do Vouga, àquela instituição. A infraestrutura vai agora ser transformada em salas de trabalho do Centro de Atividades Ocupacionais.
“Este protocolo permite que a CERCIAG possa desenvolver a atividade dos Centros Ocupacionais de uma forma mais consentânea com as recomendações atuais de contenção da propagação da COVID-19, impedindo que haja aglomerados de utentes no centro de que dispõem atualmente”, afirmou Jorge Almeida, Presidente da Câmara de Águeda, frisando que é um contributo da Autarquia para melhorar as condições de prestação de cuidados desta cooperativa e um reconhecimento pelo trabalho que realizam.
Manuel Augusto Simões, Vice-Presidente da CERCIAG, declarou que estas instalações vão agora ser ajustadas à finalidade a que se propõem, para salas de formação de atividades ocupacionais, e “vão ajudar a ter uma melhor ocupação e distribuição de utentes”. Este novo espaço vai permitir “melhorar as condições de funcionalidade e segurança” no exercício da atividade da CERCIAG e responde a uma necessidade que a instituição sentia face à pandemia da COVID-19. “Ficámos muito limitados”, assumiu, garantindo que, agora, com este novo espaço, podem ajustar as atividades e formações que promovem.
Refira-se que a CERCIAG, que serve as populações dos concelhos de Águeda, Oliveira do Bairro, Anadia, Albergaria-a-Velha e Sever do Vouga, foi fundada em 1977, tem atualmente um total de 100 utentes que integram o Centro de Atividades Ocupacionais. Entre as áreas desenvolvidas estão, entre outras, as atividades ocupacionais de montagem, prestação de serviços, tecelagem, hortofloricultura e bem-estar (cabeleireiro e estética), sendo objetivo da instituição integrar os cidadãos com incapacidades no mercado de trabalho.
De acordo com o protocolo ontem assinado, a cedência das instalações é válida por um ano, sendo automaticamente renovada por iguais períodos, se nenhuma das partes se manifestar em contrário.

Tags
Show More

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close