GaleriaNotícias

Tribunal volta a adiar alegações do alegado pedófilo

O Tribunal de S. João da Madeira voltou a adiar as alegações finais para 20 de Março do julgamento que há muito decorre neste tribunal e que envolve um homem de 48 anos, que é acusado de 240 crimes e enfrenta uma eventual condenação por abuso sexual de menores e outra por pornografia infantil. A audiência decorreu ontem, mais uma vez à porta fechada.
Segundo apurámos a última perícia que tinha sido solicitada pelo Tribunal já consta dos autos do processo. No entanto, o Tribunal pediu ontem em mais uma audiência deste julgamento, um exame psicológico/psiquiátrico para que o mesmo possa ser analisado com a respectiva perícia.
Em causa neste processo está o aliciamento por parte deste homem com ligação a algumas figuras públicas a jovens através das redes sociais, fazendo-se passar por alguém com menos idade, atraindo-as para actos de nudez captados por uma câmara ligada à Internet.
O alegado pedófilo tem sido ouvido no Tribunal sanjoanense e as acusações referem-se apenas a duas das cerca de 80 menores, dos 9 aos 15 anos, envolvidas na investigação da Polícia Judiciária. Uma das crianças é sanjoanense.
No Tribunal, acusação e defesa já tinham dado conta de que o indivíduo tinha admitido a maioria dos crimes que lhe são imputados e referiram também que este terá afirmado desconhecer a gravidade dos mesmos.

Tags
Show More

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close