Notícias

ASCENSÃO by Ruy Silva transporta arte para os óculos

Lançamento resulta de uma parceria entre a óptica e o artista plástico

A loja da Ergovisão na rua Passos Manuel, no Porto, recebeu hoje, o lançamento de mais uma coleção com a assinatura do artista plástico Ruy Silva. “Esta aliança da Ergovisão com Ruy Silva acresce valor tendo em conta que o cliente pode identificar a nossa loja como um meio que conecta arte e moda à saúde da sua visão”, explicou à AIN Sofia Figueiredo, diretora deste novo estabelecimento.
Com a presença de várias figuras públicas passaram por esta nova loja da Ergovisão, muitas pessoas que se interessam por, como afirma a diretora, “um estilo único e individual”. Tudo para conhecer a coleção ASCENSÃO by Ruy Silva da autoria do “pintor das laranjas”, como é conhecido.
Numa coleção que, segundo Sofia Figueiredo, se reveste de “qualidade, criatividade e otimismo” a diretora acrescenta que “estes óculos revelam um design que apela à liberdade, tendo em conta o uso de cores que contrastam entre si de forma criativa”.
Para conhecer mais sobre a “ASCENSÃO, a Agência de Informação Norte falou com o seu autor, Ruy Silva, que nos revelou os desafios, processo criativo da criação.

A coleção do “Pássaro Laranja”

AIN-Como surgiu esta ideia?
Ruy Silva – A ideia surgiu na sequência do trabalho desenvolvido anteriormente para Ergovisão, na área da pintura/exposição.

Fale-nos de todo o processo criativo desta colecção?
Tendo como ponto de partida a já exclusiva marca ASCENSÃO, O objetivo desta coleção foi criar peças que sejam o mais versáteis possíveis na sua forma de usar e também que abrangessem o público masculino e feminino.  Assim, depois de algumas visitas a fábrica para perceber todo o processo de produção manual, selecionado os modelos, materiais, cores, acabamentos Tc, chegou o momento de poder ver os primeiros resultados e fazer a devida avaliação e correção   Daqui surgiu então o modelo Porto e Guimarães, uma vez que a marca ASCENSÃO, que homenageia uma ex funcionária, tem o nome de cidades de Portugal.

O que foi mais desafiante nesta criação?
Sem dúvida todo o processo em si desde o convite, criação, produção, avaliação, produção fotográfica e agora também muito ansioso para sentir a aceitação do público.

Como descreve os óculos?
São uma linha de sol e visão desenhada para personalidades fortes, determinadas. São peças que podem ser usadas num coordenado mais clássico como num casual. A sua versatilidade suporta perfeitamente estes contrastes, nunca deixando de acrescentar aquele detalhe que faz sentir bem a quem os usa.

De que forma as pessoas vão reconhecer a sua arte nesta colecção?
À semelhança da minha carreira de pintura e da forte ligação à simbologia da cor laranja  aqui vamos poder observar um pássaro laranja, em pleno voo, simbolizando o espírito livre e otimista.

Nesta altura da carreira como descreve a sua arte? 
Continua, e espero que sempre, a ser um veículo de expressão no meu interior que partilho com o exterior, com quem se permite sentir, tocar por tudo o que é menos superficial.A arte não é para os que a vêem, é para os que a sentem.
Cada obra que faço, é sem dúvida um pedaço de mim, do meu coração que vive noutra casa, noutra família.  Quero, se Deus me permitir, continuar a pintar o belo, pois este belo é o que dá prazer aos nossos sentidos.

Texto: Denise Pessoa

Fotos: Sérgio Queirós

Tags
Show More

Related Articles

3 Comments

    1. Muito obrigado Rosa. Entre sem problema é experimente. Diga que vai da minha parte e deixo um desconto especial pra si.
      Depois diga-me.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close