EntrevistasGaleriaNotícias

Norte rendeu-se aos Stomp

O Coliseu do Porto aplaudiu de pé o regresso dos Stomp e ninguém ficou indiferente, aos sons, gestos, movimentos bem como aos simples olhares.
“As usually, the Oporto public is a GREAT one. Big fans and very enthusiastic. Is always with enormous pleasure that we perform in Oporto!”. Foi desta forma que os britânicos Stomp descreveram à nossa reportagem os três espectáculos que trouxeram até à invicta milhares de pessoas no último fim-de-semana. O Norte rendeu-se aos sons, a todo o movimento e à simpatia que contagiou o público, que não se cansou de aplaudir e de patear, ou simplesmente observar com atenção a velocidade e coordenação com que os artistas tocavam os instrumentos, acompanhados de piruetas, saltos e gargalhadas.

Há mais de vinte anos que percorrem os cinco continentes. Os Stomp continuam a surpreender os fãs sempre com novos objectos que vão incluindo no seu espectáculo. Considerados uns dos melhores grupos de percussão de sempre, os STOMP estão de regresso este mês a Portugal para a realização de uma série de espectáculos.

Inspirada no teatro de rua, esta companhia, que se tornou um fenómeno global, tem provado ao longo dos anos que é possível criar ritmos a partir de qualquer coisa mesmo sendo banal. Vassouras, sacos plásticos ou de papel, baldes, bidões, isqueiros, fósforos, areia, pias da louça, cadeiras, latas, garrafas de água, esfregonas, câmaras-de-ar, tubos, cadeiras, caros de super mercado e até jornais entram para ajudar a construir sons. A tudo isto juntam coreografias que por vezes fazem lembrar danças tribais, transportando a imaginação de quem assiste ao espectáculo para as lutas de gangues, sempre muito intensos com vários gestos, atitudes e olhares.

Recorde-se que 2012 os STOMP participaram na Cerimónia de Encerramento dos Jogos Olímpicos de Londres.

Tags
Show More

Related Articles

2 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close