EntrevistasGaleriaNotíciasVideos

Ruy Silva vive uma boa fase da vida

O artista plástico do Porto Ruy Silva garante estar a viver uma boa fase da sua vida. A preparar vários projetos em simultâneo, não esconde a sua ansiedade para com todos eles principalmente numa altura em que está a comemorar 25 anos de carreira. “Sinto-me bem, saudável, cheio de força e de projetos. É assim que me sinto”, diz.
Em 2014 decidiu privilegiar o seu país e por esse motivo adiou as exposições previstas para 2015 em Paris, Singapura, Madrid e Milão. O arranque do ano ficou marcado com uma exposição na galeria Espaço Arte Livre na Avenida da Liberdade em Lisboa, outra no Eco-museu do Zêzere a convite do município de Belmonte.
O artista plástico desenvolveu ainda outros projetos paralelos à pintura como modelos novos de candeeiros na coleção Ruy Silva HOME – iluminação.
Assume-se um homem de desafios, e nesse sentido envolveu-se este ano também no meio dos fios, linhas, tecidos e botões e entrou no mundo da moda, criando propostas de autor para a prestigiada marca portuguesa Vicri, apresentada publicamente no Porto e Lisboa no último dia 3 de Outubro.

Conhecido como «o pintor das laranjas» considera que a cor laranja significa otimismo, força de viver, alegria, determinação, coragem, dinamismo pretende ainda até ao final deste ano concretizar vários projetos que afirma já estarem em curso e que passam pela área da moda, culinária e a publicação daquele que será o seu primeiro livro: «De fazer crescer água na boca».

Para os primeiros meses de 2015 prepara uma exposição comemorativa dos 25 anos de carreira, que se irá realizar na cidade do Porto, na abertura do Palácio do Bolhão, na Rua Formosa, onde os quadros se vão aliar à história de uma residência que pertenceu a António Alves de Sousa Guimarães, barão e, posteriormente, conde do Bolhão, um local muito procurado para bailes e festas entre a burguesia do século XIX.

“Penso que este será o maior desafio da minha carreira. Para além de tudo o que implica diretamente na minha obra, é também um grande orgulho, trabalhar com o António Capelo, diretor da ACE/Teatro do Bolhão. Cada detalhe está a ser pensado e trabalhado para esta exposição. Há muito trabalho pela frente. Nesta exposição os corpos vão estar, não cobertos de pele, mas revestidos de pecado”, concluiu.

Destes 25 anos, destaca vários convites e desafios em diversas áreas que, para além da pintura, passam também pela ilustração, mobiliário, iluminação, culinária, joalharia e linha casa.

De uma coisa Ruy Silva tem a certeza: existem muitas semelhanças entre o artista e o homem, pois pinta a vida, o ótimo, a grande força de viver e nessa tendência será cada vez menor a diferença.

Ao longo destes 25 anos, tem sido responsável por diversas iniciativas ligadas às artes, conta com dezenas de exposições em Portugal e no estrangeiro, onde tem alcançado vários prémios. A sua obra encontra-se inserida em várias coleções públicas e privadas.

 

Tags
Show More

Related Articles

4 Comments

  1. Gostei do que vi. Uma entrevista num espaço como esse é de alguém de muito bom gosto. Gosto da sua obra e das camisas…Parabéns.

  2. Há dias com uma amiga ambas questionávamos o que era afinal a arte. penso que arte é uma forma do ser humano expressar as suas emoções, a sua história e a sua cultura através de alguns valores como por exemplo o olhar atento a um palácio como este e querer recolher fios,pó,ideias… É questionável a arte de pintar, criar ao ponto de agradar a todos. É questionável. Gostei muito da reportagem. Gosto de si e não tenho dúvidas que os próximos 25 anos ainda vão ser mais grandiosos. Um abraço.

  3. Com uma cara tão jovem e já com 25 anos de carreira? parabéns!!! tenho acompanhado a sua carreira pelas noticias desta agência. Não sabia muito de si. Gosto muito da mistura das cores e da ousadia da sua arte.

  4. Os meus parabéns. Gostei do que li e ouvi. Quero estar na inauguração dessa casa maravilhosa que desconhecia. Só um bom artista para buscar inspiração num palácio como este. parabéns R uh pela ideia de ter escolhido o Palácio do Bolhão para misturar ARTES.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close