Espetáculos Nacionais

Mafalda Veiga transformou o Dia da Mulher numa celebração inesquecível

Desde 1987 que ninguém fica indiferente às suas músicas, bem como à sensibilidade que coloca nas letras que escreve. Com mais de 25 anos de carreira, entende que continua a valer a pena fazer música em Portugal, apesar de considerar que é dada pouca importância à cultura.

Mafalda Veiga apresentou o seu mais recente trabalho «Praia» ao vivo ontem na Casa da Música, no Porto. Tratou-se de um espetáculo em que (quase) tudo se renovou: nova banda, novo alinhamento, novas canções e novo projeto de luz, palco e som, num trabalho conjunto com a equipa de estrada, produção e técnica, que acompanha a artista há vários anos. Alguns dos músicos que gravaram o disco e que são de universos musicais como Orelha Negra e Zen, entre tantos outros, estão agora com Mafalda Veiga também em palco.

Com a sala Suggia praticamente cheia, Mafalda Veiga entrou em palco serena e agarrou de imediato o público com o tema «Praia». Seguiram-se «Não me Dês Razão», «o Meu Amor», «Fim do Dia» passando por êxitos como «Tatuagens», «Fado» ou «Abraça-me Bem».

Com mais de 25 anos de carreira, Mafalda Veiga continua a surpreender o público através das suas canções e a esgotar auditórios e grandes salas de espectáculos em todo o país. Não consegue viver sem a música e, por isso, afirmando recentemente à Agência de Informação Norte que compor, para si, é um prazer. “As palavras para mim são muito importantes e apaixonantes”. E justifica que as palavras de cada canção ficam à superfície, mais visíveis, como se fossem pele, capazes de “ser tocadas e de tocar, nesse caminho único, tão misteriosamente evocativo e extraordinário, que é a música”, dizia a compositora. Quanto a esta sua passagem pelo Porto escreveu na sua página pessoal do Facebook que “sempre adorei tocar no Porto. Adoro o público do Porto que sempre me recebeu tão bem no Coliseu ou no Rivoli ou noutras salas onde já estive”.

Texto: Duarte Ramos

Fotos: Simão Barbosa

[metaslider id=7702]
Tags
Show More

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close