Sociedade

Mais de 900 jovens vão estar reunidos em Gaia

17.º Encontro Nacional das Associações Juvenis realiza-se pela primeira vez neste município a 23 e 24 de novembro

Centenas de jovens portugueses e estrangeiros têm encontro marcado nos dias 23 e 24 de novembro, no Pavilhão Desportivo Municipal de Gaia, com vista a refletir e debater o poder transformador da juventude. Organizado pela Federação Nacional das Associações Juvenis (FNAJ) com o apoio do Câmara Municipal, o 17.º Encontro Nacional das Associações Juvenis (ENAJ) conta com a inscrição de mais de novecentos participantes provenientes de Portugal, S. Tomé e Príncipe, Guiné, Espanha, Bélgica, França, Itália, Grécia e Irlanda.
“Para uma cidade que aspira a ser a Capital Europeia da Juventude em 2024, receber este encontro reveste-se de uma vital importância. Temos trabalhado para valorizar os direitos e a voz dos jovens e criar condições e oportunidades para que participem ativamente no desenvolvimento de Gaia”, afirma Eduardo Vítor Rodrigues, presidente da Câmara Municipal de Gaia.
Neste que será o “ENAJ do Futuro” estará em análise o futuro das políticas nacionais e internacionais para a juventude, e será debatido de que forma é que as gerações presentes podem salvaguardar as gerações futuras. O empoderamento jovem através da educação não-formal e o seu impacto nos empregos do século XXI e a justiça intergeracional serão os dois subtemas abordados neste encontro.
O evento será marcado pela criação da primeira rede de municípios amigos da juventude. Trata-se de uma rede de partilha de conhecimento e boas práticas entre municípios e movimentos associativos, com o objetivo de fortalecer o movimento associativo português.
O programa contará com um conjunto alargado de ações e com um painel de oradores nacionais de grande relevo que, num ambiente descontraído, garante à iniciativa uma perspetiva atual sobre alguns dos temas mais prementes para a juventude, o associativismo e o voluntariado. Ana Gomes, ex-eurodeputada, ativista e comentadora política, abordará o desafio da justiça intergeracional. Marta Bateira, mais conhecida por Beatriz Gosta, fará um solo de stand up comedy onde explicará como é que um jovem pode influenciar os outros à sua volta, partindo da sua experiência como influencer digital, e será moderadora de um debate sobre o poder transformador dos jovens. Susana Torres, coach de alta performance e autora do livro «Vai Correr Tudo Bem», dará instrumentos aos jovens para estimulá-los a serem agentes de mudança. Haverá ainda tempo para momentos musicais, com o cantor e vencedor do programa televisivo «Ídolos» Filipe Pinto e a dirigente associativa lusodescendente Mélanie da Costa.
Tal como em edições anteriores, todas as ações serão acompanhadas por um tradutor de língua gestual portuguesa, assegurando a envolvência integral de toda a comunidade participante, na qual se incluem cerca de trinta jovens dirigentes e associados surdos.

 

 

Tags
Show More

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close