Economia

Cavalinho abriu loja no shopping Vasco da Gama para reforçar a presença na capital

A Cavalinho abriu, no final de novembro, uma loja no shopping Vasco da Gama, em Lisboa, que passou a ser o segundo estabelecimento da marca santamariana na capital.
Manuel Jacinto, o director-geral da empresa, salientou que o novo espaço dirige-se “ao público em geral”, não escondendo que está também de olho nos turistas que demandam a Cidade das Sete Colinas.
Com este espaço comercial, a cadeia de Santa Maria da Feira soma umas quatro dezenas de lojas com porta aberta no nosso país. Com o empresário a salientar que a experiência em centro comercial tem ditado uma aposta nos “produtos para homem”, que estão a ser objeto de “uma maior procura”.
Refira-se que a Cavalinho também abriu recentemente uma loja no Gaia Shopping, a qual apresenta, no piso zero, 60 metros quadrados dotados de um design luxuoso, que é apanágio da marca.
Manuel Jacinto abordou os tempos pandémicos que vivemos salientando a capacidade de resistência da sua firma. Não escondeu que os três meses de confinamento, a partir de março, que implicaram uma paragem na produção, foram inevitavelmente prejudiciais, mas sublinhou que tem sido possível enfrentar, com sucesso, a tormenta.
“Estamos satisfeitos”, compartilhou, quanto à evolução dos negócios nos últimos tempos, apenas lamentando que o Governo tenha optado por confinar os fins-de-semana nesta altura de pré-Natal. “Não faz sentido; deveria ter sido em outubro”, declarou.
Acrescentou que, apesar dos constrangimentos, a sua empresa não só não despediu como, em função da abertura de novas lojas, até contratou mais colaboradores.
Sobre o futuro próximo, “com vacina ou sem vacina”, a partir da Páscoa, quando o clima começará a aquecer, “as pessoas vão soltar-se”, num trajeto em que “aprenderam a viver com o vírus”.
Marca 100 por cento nacional, a Cavalinho nasceu em 1975, tendo-se afirmado pelo design contemporâneo e o fabrico artesanal de coleções femininas e masculinas de carteiras, bolsas, acessórios e calçado. Tem-se mantido no topo por juntar a inovação à tradição.

 

Tags
Show More

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close