Notícias

Novo percurso interpretativo propõe visitas sem guia às árvores que circundam o Castelo da Feira

Placas informativas com códigos QR dão acesso a toda a informação

A partir de agora, quem visitar a Quinta do Castelo e a Mata das Guimbras, nas encostas do Castelo de Santa Maria da Feira, tem a oportunidade conhecer o património arbóreo e arbustivo ali existente de forma mais aprofundada, através de visitas orientadas autónomas, sem recurso a guia. O percurso interpretativo “Guardiãs do Castelo”, inaugurado a 23 de maio pelo presidente da Câmara, Emídio Sousa, propõe uma leitura diferente desta paisagem natural, sensibilizando para a importância de valorizar e preservar a biodiversidade.

Ao longo de três quilómetros, o percurso interpretativo “Guardiãs do Castelo” disponibiliza informação em 50 placas afixadas junto às árvores e arbustos mais emblemáticos da Quinta do Castelo e Mata das Guimbras, que deverá ser complementada com dados técnicos e científicos mais detalhados, acessíveis online através dos códigos QR que constam em todas as placas.

Seguindo o percurso proposto em  ou simplesmente partindo à descoberta, de forma totalmente livre, os visitantes beneficiam agora de uma maior oferta de informação, conhecimento e compreensão das árvores mais emblemáticas que “guardam” o Castelo da Feira.

“Cada pessoa que agora visite este espaço poderá conhecer em profundidade este tesouro da biodiversidade e passar a ser um guardião de todo este património natural, porque só quem olha para esta paisagem com conhecimento e a devida atenção reconhece o seu valor e sente uma maior responsabilidade na sua preservação”, referiu o presidente da Câmara, Emídio Sousa, depois de testar os códigos QR do percurso interpretativo, antes do arranque da quarta e última visita guiada desta temporada às “Guardiãs do Castelo”.

As visitas guiadas e o novo percurso interpretativo “Guardiãs do Castelo” inserem-se no pilar “Descobrir a Biodiversidade” de um projeto mais alargado – o “Biodesafios” – que encontra nas interações com a população o seu principal foco de atuação. O grande objetivo da Câmara da Feira é sensibilizar e alertar a comunidade para a importância da biodiversidade, promovendo momentos de partilha de conhecimentos e de reflexão que despertem a consciencialização da responsabilidade individual e coletiva em matéria de sustentabilidade do Planeta.

As “guardiãs” encontram-se dispersas pelas encostas que rodeiam o ex-libris de Santa Maria da Feira, onde se elevam árvores dignas de contemplação: faias, sequoias, tuias, sobreiros, criptomérias, carvalhos, magnólias, cedros, castanheiros e tantas outras. Um valioso património arbóreo e arbustivo que transforma a envolvente do Castelo da Feira num oásis urbano de inegável beleza, essencial para o bem-estar e saúde da população e da própria cidade, que importa preservar.

Tags
Show More

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close