GaleriaNotícias

Imaginarius incentiva atores feirenses a formação intensiva com teatro O Bando

Miguel Branca e Teresa Arcanjo foram os primeiros atores a participar numa formação intensiva de três dias na sede do grupo de teatro O Bando, em Palmela, no seguimento de um desafio lançado pelo Festival Imaginarius. O próximo grupo segue para Palmela já este fim de semana. Desta residência deverão sair atores com passaporte direto para o espetáculo que O Bando vai apresentar no Imaginarius’13.

Miguel Branca, 29 anos, ator independente, atualmente a trabalhar em Aveiro na companhia Efémero, mas com um intenso percurso artístico em Santa Maria da Feira, nomeadamente através do Projeto EZ, faz o balanço desta formação: «Extremamente positivo. O João Brites (diretor artístico da companhia) é um verdadeiro mestre pedagogo, assim como os restantes formadores com quem trabalhámos», frisa o ator. Miguel Branca considera que as suas ferramentas de trabalho estão agora «bem mais claras e organizadas», garantindo que aplicará as técnicas «aprendidas e apreendidas» em todos os seus trabalhos futuros. Sobre este tipo de experiências proporcionadas pelo Festival Imaginarius, considera que «são de extrema importância para o aumento da qualidade artística do Festival». «Desta forma, os participantes vão melhorando o seu trabalho, aprendendo e desenvolvendo técnicas artísticas que serão aplicadas e irão refletir-se na qualidade dos espetáculos apresentados», acrescenta o ator, que não esconde a vontade de participar no espetáculo que O Bando vai apresentar no Imaginarius: «Seria um privilégio e um enorme prazer partilhar “as tábuas” com performers como os que integram O Bando», refere.
Teresa Arcanjo, 26 anos, feirense, atriz independente, também faz um balanço «muito positivo» desta formação. «O João já tem muitos anos de experiência e criou a sua própria linguagem artística, no entanto continua aberto a mudar perspetivas e formas de realização», refere. Sobre os benefícios que poderá retirar desta experiência, Teresa adianta: «Para já, fica a certeza de me ajudar a simplificar a minha linguagem em futuras formações que faça. Como atriz, tenho a certeza que na altura certa saberei explorar esta experiência». Referindo-se a esta iniciativa proporcionada pelo Festival Imaginarius, a atriz considera que «não podia ser mais positiva». «É a minha cidade e, como tal, só posso ficar orgulhosa quando percebo que a Feira não se acomodou simplesmente aos seus eventos mais conhecidos (Imaginarius e Viagem Medieval), mas tenta ir mais além e evoluir com eles», explica. Teresa Arcanjo não gosta de criar expectativas, por isso, sobre a possibilidade de integrar o elenco de O Bando no Imaginarius, diz: «As coisas são o que são e devem ser saboreadas passo a passo, no momento certo».
O curso Consciência do Ator em Cena, orientado pelo grupo de teatro O Bando, agrega os objetivos de aprendizagem de sete formações modulares autónomas: Teatralidade, Dilatação do Tempo de Presença, Planos de Expressão do Ator, Graduação dos Planos de Expressão, Personagem Intermédio, Construção de Personagem e Gestão de Automatismos.

Tags
Show More

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close