GaleriaNotícias

Arguido do caso Rui Pedro condenado a 3 anos e seis meses de prisão efetiva – Tribunal

O Tribunal da Relação do Porto condenou hoje o arguido do caso Rui Pedro, o menino de Lousada que desapareceu há 15 anos, a três anos e seis meses de prisão efetiva.
O Tribunal da Relação do Porto deu provimento ao recurso do Ministério Público e parcialmente ao recurso da família do Rui Pedro e decidiu condenar o arguido Afonso Dias a três anos e seis meses prisão efetiva.
A decisão da Relação do Porto relaciona-se com o recurso da decisão tomada há pouco mais de um ano – em 22 de fevereiro de 2012 – pelo tribunal de Lousada de absolver o arguido Afonso Dias, que a família de Rui Pedro acusa de ter raptado o então menor de 11 anos. O tribunal de Lousada absolveu o arguido por falta de provas.
O advogado do arguido, Afonso Dias, anunciou, por seu turno, que vai recorrer desta sentença para o Supremo Tribunal de Justiça.
Lusa/JN
Foto: Global Imagens

Tags
Show More

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close