GaleriaNotícias

Cardeal brasileiro preside à peregrinação do 13 de maio

No ano em que se assinada o 98.º aniversário das aparições, as cerimónias religiosas em Fátima serão presididas pelo cardeal Raymundo Damasceno Assis, arcebispo de Aparecida e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil. Em entrevista disponibilizada na página oficial do santuário, D. Raymundo Damasceno Assis reflete sobre esta ligação entre Fátima e Aparecida. «A Imagem de Nossa Senhora Aparecida fez-se muito querida do povo brasileiro nestes seus quase 300 anos de permanência entre nós, de mãos postas em oração, a partir de seu encontro bendito nas águas do rio Paraíba do Sul. Por coincidência providencial, também Fátima celebra seu jubileu centenário na mesma época”, afirma o cardeal brasileiro.

As celebrações começaram às 18h30 de hoje, terça-feira, na Capelinha das Aparições, onde a imagem de Nossa Senhora da Aparecida foi entronizada. Às 21h30 irá ser rezado o rosário, naquele espaço de oração, seguido da procissão das velas, um dos momentos mais marcantes e aguardados das celebrações. Às 22h30 celebra-se a missa no Altar do Recinto. Às 24h começa a Noite de Vigília. Amanhã, quarta-feira, pelas 7horas realiza-se a procissão eucarística no recinto. As cerimónias religiosas terminam às 10h, com missa, bênção dos doentes e a tradicional procissão do adeus.
É assim há vários anos. Milhares de pessoas do Norte, e de todo o país, movidas pela fé, deslocam-se a pé ao “altar do mundo”, para ali verem cumpridas as suas promessas, rezar ou por “sentirem a paz” daquele espaço de oração.

A afluência de peregrinos dos caminhos de Fátima nas estradas portuguesas há muito que era visível. Um sacrifício muitas vezes difícil de explicar por quem vai cumprir promessas feitas, ou simplesmente movidos pela fé e, para muitos, um ritual anual. Se uns preferem fazer esta jornada sozinhos, em silêncio, ou simplesmente “a pão e água”, a sua maioria segue em grupo.

São dezenas de milhares as pessoas esperadas na Cova da Iria para evocar primeira aparição de 1917.

Fotos: Hugo Viegas

[metaslider id=4019]
Tags
Show More

Related Articles

One Comment

  1. Ver nossa querida Mãe a Virgem Aparecida, entronizada no “altar do mundo” com Nossa Senhora do Rosário de Fátima, unindo povos da mesma língua, não tem como não nos sensibilizar, trazendo em nós sentimentos “inimagináveis” de felicidades. Belíssimas palavras aqui mencionadas acompanhadas de extraordinárias fotos as quais nos revelam a profundida e essência deste momento. Parabéns!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close