CulturaEconomiaGaleriaNotícias

Douro já tem o seu primeiro programa turístico de SUP

O novo programa de turismo ativo no Douro combina a modalidade de origem havaiana com a navegação em catamarã e pode ser adaptado ao grau de experiência de cada participante. É o primeiro do género em águas do Douro. O lançamento decorre a 20 e 21 de junho.

O Stand Up Paddle (SUP) é a modalidade que vem registando maior crescimento internacional entre os desportos náuticos com prancha e integra agora o novo programa de turismo ativo disponível nas águas do rio Douro.
Concebido pela empresa de turismo náutico FeelDouro e pela escola de Surf Onda Pura, o projeto é lançado este fim-de-semana e, no seu arranque, escolheu como cenário a zona fluvial vinhateira, no que os organizadores pretendem acentuar “o potencial estético e emocional” de toda a experiência.

“O conceito é simples”, defende José Sampaio, diretor da FeelDouro. “O nosso catamarã funciona como base de todo o circuito e os participantes navegam nele até aos locais mais adequados para a prática deste desporto, sempre com acompanhamento especializado, para que a adrenalina associada à modalidade não impeça uma prática em condições de segurança”.

Marcelo Martins, diretor da Onda Pura, realça que este “é o primeiro programa do género no Douro”, estando aberto a participantes com ou sem experiência na modalidade. “Definimos um circuito pelas paisagens mais bonitas do Douro, mas podemos adaptá-lo a cada grupo e optar por outros cursos de água, de acordo com o grau de dificuldade que se pretende”, explica.

Na sua edição inaugural, a SUP Trip parte no sábado do porto do Pinhão, no concelho de Alijó, em direção à foz do rio Sabor, em Torre de Moncorvo. Ao longo do dia, o programa prevê diferentes momentos de prática de SUP, gastronomia em Carrazeda de Ansiães e Moncorvo, uma visita noturna às grutas do Parque Ecológico do Vale do Côa e alojamento na aldeia de Foz do Sabor.

O domingo será ocupado com mais oportunidades de SUP no Freixo do Numão, também no concelho de Vila Nova de Foz Côa, e ainda com iguarias culinárias em Ferradosa, já em território de Alfândega da Fé.
Por essa combinação de interesses entre desporto, gastronomia, património arqueológico e paisagem natural, José Sampaio acredita que o programa “vai registar uma enorme procura”, tanto por parte da comunidade nacional, como dos turistas estrangeiros. “O Douro é um destino de luxo com indiscutível reputação a nível internacional e passa agora a complementar a sua componente mais contemplativa com uma oferta dinâmica, atlética, que está a conquistar cada vez mais adeptos em todo o mundo”, antecipa. “Este potencial vai constituir certamente um grande fator de atração”.

O lançamento decorre a 20 e 21 de junho

Tags
Show More

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close