CulturaGaleria

Caves Cálem recebem Caprichos de Goya

Dando continuidade ao sucesso obtido em Lisboa, já está a ser apresentada em Vila Nova de Gaia a exposição “Caprichos de Goya”, que reúne 80 gravuras do pintor espanhol. A mostra, que conta com o apoio da Unesco e da Fundació Fòrum Universal de les Cultures, vai estar até 31 de Julho, nas Caves Calém e trata-se de um projecto da produtora UAU.

Embora pintor oficial da corte de Carlos IV, de Espanha, foi um crítico feroz à sociedade em que viveu, como demonstra em Caprichos, uma colecção de 80 gravuras onde censura os vícios humanos e as instituições políticas, denuncia as injustiças sociais e satiriza os comportamentos da sociedade, sobretudo das classes da nobreza e clero.

Passados quase 200 anos, a necessidade de justiça social mantém-se pelo que a UNESCO, em paralelo com o plano Objectivos de Desenvolvimento do Milénio (ONU, 2000/2015), está a promover o projecto Dancing for the Millennium Goals (A Dançar pelos Objectivos do Milénio), no qual a presente exposição se insere, contribuindo com parte da sua receita. Em Portugal, o apoio reverte para a ONG P&D Factor ? Associação para a Cooperação Sobre População e Desenvolvimento.

Reconhecido como pintor oficial de Carlos IV (Espanha), foi nas gravuras que Goya registou a sua indignação com a sociedade da época. Em Caprichos, série de 80 gravuras, censurou os vícios humanos e as instituições políticas, denunciou as injustiças sociais e satirizou os comportamentos da sociedade, sobretudo das classes da nobreza e clero. Duzentos anos depois, as críticas mantêm-se pertinentes.

Horário: todos os dias, das 10h00 às 19h00
Última entrada: 18h30

Tags
Show More

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close