GaleriaMúsicaPaís

Caetano Veloso e Gilberto Gil juntos nos Coliseus

Os dois músicos brasileiros vão regressar a Portugal para atuarem no Coliseu do Porto a 24 de abril e no Coliseu de Lisboa a 27 do mesmo mês. Ambos com 73 anos, iniciaram em 2015 uma digressão conjunta que soma já mais de 40 concertos. No verão 2015, Caetano e Gilberto atuaram em Oeiras no encerramento do Festival Cooljazz.
A digressão “Dois Amigos, Um Século de Música” que junta Caetano Veloso e Gilberto Gil chega finalmente aos Coliseus, as salas mais emblemáticas de Portugal, após 44 espectáculos esgotados em 35 cidades de 21 países, totalizando uma audiência superior a 135.000 pessoas. O Porto recebe a estreia no dia 24 de Abril, seguido de Lisboa, a 27 de Abril. Os bilhetes vão estar disponíveis a partir de sexta-feira, dia 5 de Fevereiro.

Esta digressão, que contemplou o nosso país no verão passado com um concerto esgotado no festival EDP Cool Jazz Fest, regressa agora com duas datas em salas fechadas e encontra-se documentada num CD + DVD recentemente editado. “Dois Amigos, Um Século de Música” é o testemunho de um encontro histórico entre dois amigos de sempre e a celebração dos 50 anos de carreira de ambos.

Cantores, compositores, escritores e guitarristas, vencedores de Grammy, activistas de causas políticas e sociais, Caetano Veloso e Gilberto Gil desempenharam um papel central na modernização da MPB com a criação do Tropicalismo nos anos 60 do século XX, movimento mundividente que mescla as suas deambulações pelo universo pop global com o contexto local de turbulência e repressão política então vivido no Brasil, que culminaria com a prisão e exílio de ambos os músicos.

A intimidade que se sente entre as vozes e guitarras de Caetano e Gil parece transportar-nos a essa década de 60, a Salvador, na Baía. Muitas coisas foram então experimentadas, entre os concertos históricos no Teatro Vila Velha, as actuações em festivais de música, a chegada ao Rio de Janeiro e São Paulo, a prisão, o exílio em Londres. O facto é que a forma como olham um para o outro e a forma como cantam os versos, revelam nitidamente as inúmeras alegrias, tristezas, acordos, desacordos e músicas que estes dois artistas partilharam nas suas vidas e que somos convidados a revisitar ao vivo, em comunhão, em cada noite sempre única e irrepetível.

Tags
Show More

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close