Desporto

FC Porto venceu o Boavista, por 1-0, no Estádio do Bessa

O dérbi da cidade invicta, nem sempre foi bem jogado, mas intensidade e dureza foram ingredientes que não faltaram. O FC Porto foi sempre superior a um Boavista muito agressivo, “um osso duro de roer” como disse Jorge Simão, que procurou pontuar a todo o custo, com marcações apertadas e intensidade máxima nos duelos físicos. Os primeiros 45 min, foram marcados por um combate intenso a cada disputa de bola, o que originou um jogo aborrecido com poucas oportunidades de golo. Na segunda metade da partida o FC Porto surge completamente transfigurada, dominaram, pressionaram e criaram lances de golo, falhando oportunidades claríssimas de golo, exemplo disso foi aos 48 min, por Marega, aos 53 min, por Herrera e aos 60min, por Filipe. Com o jogo empatado e a feição da equipa axadrezada, Sérgio Conceição foi obrigado a mexer na equipa na tentativa de melhorar a produção ofensiva dos azuis e brancos, substituindo Óliver Torres por Soares, Otávio por Adrián López e Hernâni para o lugar de Yacine Brahimi. Esta última revelou-se fulcral, pois Hernâni foi o “herói” que fez o golo da vitória do FC Porto aos 95 minutos, quando já parecia que o empate seria o resultado definitivo. Os festejos do golo por parte do staff portista, originaram a expulsão do técnico Sérgio Conceição.

Show More

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close