Economia

Viana do Castelo: Borgwarner investe 25 milhões de euros em nova fábrica e cria mais 300 empregos em

A Borgwarner vai investir 25 milhões de euros e criar mais 300 postos de trabalho numa nova unidade situada em Viana do Castelo, numa fábrica a surgir no Parque Empresarial de Lanheses que deverá ter 17 mil metros quadrados e que deverá iniciar produção em 2023. Este será o terceiro investimento da multinacional americana no concelho, depois de o grupo ter selecionado Portugal como futuro Centro Europeu para a expansão da eletrificação.

Atualmente, em Viana do Castelo a Borgwarner tem um volume de negócios de 170 milhões de euros, prevendo-se a duplicação deste valor, com o novo investimento.

“A Borgwarner é uma grande empresa que apostou em Viana do Castelo. No ano passado assinamos um contrato de investimento para ampliação de instalações. Já este ano, tivemos contacto por parte da empresa para um novo investimento a ser feito no nosso país”, revelou o edil, José Maria Costa dizendo que “acabamos por ser vencedores pela confiança que a Borgwarner tem em Viana do Castelo”.

“Esta prova de confiança da Borgwarner, com um terceiro investimento, significa que Viana do Castelo se continua a manter como um espaço de atração e como um espaço no qual as empresas confiam”, afirmou o autarca, destacando “o espírito de confiança entre os diversos parceiros”.

Já Ricardo Moreira, da Borgwarner Portugal, considera que este é um investimento a pensar no futuro, já que estimam que, em 2030, cerca de 45% da faturação seja em veículos elétricos. “Nos próximos meses vamos já assistir ao início da construção desta unidade”, declarou o representante, explicando que a nova fábrica será a terceira na Europa deste setor de negócio e irá produzir motores elétricos para clientes europeus do grupo.

O grupo assume-se como líder em sistemas de propulsão para veículos a combustão, híbridos e elétricos. Tendo como objetivo acelerar rumo à eletrificação, pretende proporcionar soluções de mobilidade inovadoras e sustentáveis para o mercado automóvel.

Recorde-se que a BorgWarner se instalou na capital do Alto Minho em 2014, num investimento de 25 milhões de euros e que, na altura, estimava criar 500 postos de trabalho, mas atualmente emprega cerca de 950 trabalhadores.

Depois, em novembro de 2020, a empresa assinou um contrato de investimento para avançar com uma ampliação de 7 milhões de euros das instalações situadas no Parque Empresarial de Lanheses, que irá criar mais 38 postos de trabalho.

Desde 2014 que a BorgWarner Viana consolidou a sua produção nas áreas de gestão de gases de exaustão e eletrónica, assegurando um crescimento contínuo e com portfólio diversificado de módulos EGR e de produtos eletrónicos que, de forma sustentável, permite ter uma posição equilibrada no mercado de sistemas de propulsão para veículos de combustão, híbridos e elétricos.

A multinacional americana, tem a nível mundial, 50.000 colaboradores em 24 países, contando com 96 localizações. Em 2020, o grupo garantiu vendas no valor de 10,2 mil milhões de dólares.

Tags
Show More

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close