País

Eurojackpot deve ultrapassar recorde atingido no último ano

Nenhum apostador acertou a combinação vencedora do último sorteio do EuroJackpot. No entanto, ao chegar o mês de Fevereiro e à medida que passam os dias também cresce a expectativa de que em 2015 o Eurojackpot ultrapasse o valor recorde atingido no último verão, quando um único totalista finlandês arrecadou mais de € 61 milhões. Embora a probabilidade de ganhar o Jackpot tenha diminuído ligeiramente, o valor deste prémio sobe agora mais rapidamente.

Com a introdução de novas regras na lotaria popular, a fórmula aplicada aumentou consideravelmente o número de apostas e valores acumulados pelo EuroJackpot. A alteração principal foi a do número de estrelas. Agora, em vez de ter de escolher duas entre 8, o apostador passa a contar com 10 opções. Bastam algumas semanas sem nenhum jogador acertar na chave e o prémio atinge somas altíssimas, elevando, consequentemente a venda de bilhetes. Com a aplicação da nova medida, 36% do valor das vendas vai para o Jackpot, enquanto anteriormente apenas 22% eram destinados ao prémio de primeira categoria. Esta mudança também contribui bastante para que mais bilhetes sejam vendidos.

O relatório de vendas de 2014 do EuroJackpot apresenta cifras na ordem dos 1,2 mil milhões, o que é um valor bastante positivo considerando apenas um sorteio semanal. São 16 os países a contribuir para o acumular de milhões em Jackpots semanais, totalizando uma media de 263 milhões de jogadores. Este número sobe ainda mais ao contabilizar os serviços online. Em Portugal são mais de 5 milhões de portugueses que afirmam ter participado em sorteios ou jogado em lotarias no último ano, revelando o território luso como um dos países com maior número de apostadores da Europa.

Perfil dos apostadores

De acordo com um estudo realizado pelo grupo Marktest e divulgado pela imprensa nacional, quem aposta, na maioria das vezes, são individuos interessados em ganhar pequenas quantias de dinheiro que são pagas de imediato. Os dados da pesquisa mostram que, aproximadamente, dois em cada três portugueses costumam tentar a sorte ao jogo. O hábito de apostar é comum em todas as regiões de Portugal e, particamente, não se observa diferença entre as classes sociais. A frequência de jogar atrai homens com a faixa etária entre os 45 e os 54 anos, totalizando 74,1% dos entrevistados. O perfil dos apostadores também inclui as mulheres, representadas por 60%.

Outras noticias em:

http://www.oregional.pt/pt/newspaper/3537/local/lotaria-do-natal-saiu-em-s-roque.html

http://observador.pt/2014/10/23/quer-ganhar-o-euromilhoes-e-mais-provavel-ter-gemeos-siameses/

Tags
Show More

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close