Sociedade

Mais de 900 jovens de Portugal, Guiné e S. Tomé em encontro sobre políticas para a juventude

O Pavilhão Municipal de Gaia acolhe de 22 a 24 de novembro a 17.ª edição do ENAJ - Encontro Nacional de Associações Juvenis, que é o maior evento do género com realização regular em Portugal. Mais de 900 participantes estão já inscritos na iniciativa, que, além de centenas de agentes ativos portugueses, também contará com dirigentes e voluntários de S. Tomé e Príncipe, Guiné, Espanha, Bélgica, França, Itália, Grécia e Irlanda.

É já este mês que se materializa o ponto-alto da atividade anual da Federação Nacional de Associações Juvenis (FNAJ): nos dias 22, 23 e 24 de novembro, cerca de 900 jovens de diferentes países reúnem-se em Gaia para debater o futuro das políticas nacionais e internacionais para a Juventude e encontrar estratégias e motivação para o trabalho que vêm desenvolvendo em prol das suas comunidades.
Tendo em 2019 a sua 17.ª edição, o Encontro Nacional de Associações Juvenis (ENAJ) prevê assim diversos momentos de reflexão por convidados com larga experiência em diferentes quadrantes da vida política e social portuguesa, o que, num descontraído ambiente de confraternização, garante à iniciativa um programa sério e atual sobre alguns dos temas mais prementes para a juventude, o associativismo e o voluntariado.
Tiago Manuel Rego, presidente da FNAJ, revela já algumas das temáticas que estarão em debate no encontro: “A justiça intergeracional, que exige cada vez mais atenção dado que a população portuguesa apresenta índices crescentes de envelhecimento face à generalidade da Europa, e a importância da Educação Não-Formal para os empregos do século XXI, dado o potencial do associativismo para o reforço das competências profissionais e da empregabilidade dos jovens”.

Ex-eurodeputada Ana Gomes e humorista Beatriz Gosta são presenças já confirmadas

A ex-deputada do Parlamento Europeu e comentadora política Ana Gomes é uma das figuras que já confirmou a sua presença num dos painéis de discussão do ENAJ 2019. A 23 de novembro irá analisar precisamente o já referido tópico da justiça intergeracional, abordando as responsabilidades de determinada geração face às gerações seguintes.
Num registo totalmente diferente, o ENAJ contará também com a participação da humorista Beatriz Gosta, que no mesmo dia irá moderar um debate sobre o poder transformador dos jovens e a forma como esses influenciaram o mundo em épocas passadas e o influenciarão igualmente no futuro.

 Evento terá tradução simultânea em linguagem gestual

Tal como em edições anteriores, em 2019 o programa do ENAJ volta a desenrolar-se com tradução simultânea ao vivo para Língua Gestual Portuguesa. Este recurso comunicativo pretende assegurar a envolvência integral de toda a comunidade participante, na qual se incluem cerca de 30 jovens dirigentes e associados surdos.
Para Tiago Manuel Rego, o recurso presencial a tradutores é uma forma de garantir, “por um lado, a plena inclusão de todos os participantes num evento de importância estratégica para a definição do futuro global do associativo juvenil português”. Por outro lado, permite também “sensibilizar a restante plateia para as dificuldades e desafios que a comunidade de jovens surdos tem que enfrentar no seu dia-a-dia, para – à semelhança de cidadãos com outras limitações, como as de mobilidade – conseguir colocar-se em igualdade de circunstâncias com a restante população”.
Foto: DR

Tags
Show More

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close