MúsicaVideos

Vídeo: Fadista Sandra Correia emocionou a sua cidade

A fadista regressou ontem à sua terra natal para um concerto único no Cineteatro António Lamoso, em Santa Maria da Feira.

A sua elegância não passa despercebida. A sua voz também não. A cidade que a viu nascer tinha saudades dela. A fadista Sandra Correia subiu, ontem, ao palco do Cineteatro António Lamoso, em Santa Maria da Feira, para um espetáculo marcado por surpresas, convidados, entre eles uma conterrânea e um quarteto de cordas.
Sandra Correia é intensa no fado que canta. A sua voz tem o poder de aquecer almas e o fado ensina-lhe todos os dias porque vale a pena continuar a cantar a canção da saudade, as palavras que o destino entrelaçou. Canta com verdade e vontade. Cada palavra que lhe sai do peito ganha uma amplitude que enche uma sala. E já lá vão 30 anos.
Num dos ensaios finais a fadista afirmou que a noite será “seguramente, especial e grandiosa”. “É sempre de coração cheio que canto na minha cidade. É sempre emocionalmente mais forte cantarmos na nossa terra. Este é um concerto especial, muito especial”, enfatizou.
«Aqui Existo», o seu mais recente álbum, editado em julho do ano passado, é para si, “a maior verdade”, tanto nas palavras, como melodias de si própria. “Estou inteirinha neste disco. Mas nos anteriores também. Não sei ser diferente no que diz respeito à verdade. Tem de haver verdade em tudo e entrega a mil”, garantiu à Agência de Informação Norte.
A temporada de Inverno do equipamento municipal reserva uma série de momentos culturais de relevo, sempre com a marca Território bem presente, enaltecendo e dando espaço aos artistas locais e recursos endógenos do concelho feirense, o que contribui para marcar a diferença numa programação sempre em crescendo de um espaço cada vez mais dinâmico.
Natural de Fornos, Santa Maria da Feira, Sandra Correia é uma feirense que se deixou contagiar pelas raízes musicais do pai e pelo fado que a agarrou desde pequena. Desde os 11 anos, quando decorou todo o repertório dos discos de Amália Rodrigues que tinha em casa, não mais largou este estilo musical que, através da sua voz, encheu casas de fado pelo país e no estrangeiro, com atuações em grandes palcos em países como Espanha, Áustria, França, Marrocos ou Israel. “Eu existo onde há música, cumplicidade e criatividade”, assume a fadista.
Foto: Francisco Azevedo

Tags
Show More

Related Articles

One Comment

  1. A Sandra Correia é maravilhosa. Não fui ao concerto mas ao ver este vídeo fiquei de coração cheio. Escreva, cante e venha até Coimbra. Um beijinho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close