País

Piloto português Paulo Gonçalves morre no Dakar

Paulo Gonçalves morreu, este domingo, nos areais sauditas durante uma prova da 7ª etapa do Dakar.

O piloto nasceu, em Esposende, e que irradiava simpatia e a quem todos reconheciam tanto o campeão como o homem cheio de ética, e que tinha o apelido de “Speedy” dada a sua agilidade e capacidade atlética.
Encontrou a morte, este domingo, durante a sétima etapa do Rally Dakar, que se realizava, pela primeira vez, na Arabia Saudita. O relógio marcava 10h08 minutos locais, quando ao quilometro 276, entre Riad e Wadi Al Dawasir, Stefan Svitko y Toby Price o encontraram no chão e deram o alerta, activando, o botão vermelho de emergência dos seus veículos. O helicópetero chegou 8 minutos depois, mas o piloto já se encontrava inconsciente e em paragem respiratória. Após a tentativa de reanimação no local, o piloto foi evacuado para o hospital de Layla, onde se viria a ser declarado o óbito.
No currículo de Paulo Gonçalves, esta era a 13ª prova, no Dakar, onde o piloto já participava desde 2006 e onde tinha conseguido ficar quatro vezes no top 10.  Um honroso segundo lugar na classificação geral, em 2015 foi a melhor das suas classificações.
Paulo Gonçalves, o nome que fica na história do motociclismo em Portugal, como um dos melhores pilotos de sempre.
A organização do Rali Dakar de todo-o-terreno decidiu cancelar a oitava de 12 etapas para motas e quads, prevista para segunda-feira, devido à morte do piloto português.

Texto: Andreia Gonçalves
Foto: DR

 

Tags
Show More

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close