Sociedade

Festival Internacional de Folclore chega a Gaia dia 5 de agosto

Evento decorrerá entre os dias 5 e 8 de Agosto, na Beira Rio

De 5 a 8 de agosto, grupos da Sérvia, Letónia, México e Gaia vão dar ainda mais colorido e animação à beira-rio da cidade. Está aí o Gaia Folk 2019. Trata-se de uma iniciativa da Câmara Municipal de Gaia, com a colaboração do Rancho Regional de Gulpilhares, que visa fomentar o intercâmbio de tradições de diferentes regiões e países, num mundo cada vez mais global. É, assim, uma oportunidade para dar a conhecer aos turistas, que todos os dias visitam Gaia e se deixam seduzir pelo seu charme, a diversidade e a riqueza do património material e imaterial tão dignamente apresentados pelos grupos folclóricos participantes, nos seus trajes e adereços, bem como nas canções e danças que interpretam.
No Gaia Folk, o global alia-se ao local numa perfeita harmonia, aliando as exibições de grupos de folclore internacionais às tradições de Gaia e do Douro Litoral, com a apresentação de grupos folclóricos do concelho.

5 de agosto, 10h30 | Casa-Museu Teixeira Lopes/Galerias Diogo de Macedo

Receção aos grupos estrangeiros participantes

6 de agosto, 21h30 | Beira-Rio – Grupo de danças e cantares de Serzedo (Vila Nova de Gaia)

KUDŽ “Bratstvo” Subotica – Sérvia

A Trupe Cultural e Artística dos Trabalhadores Rodoviários e Ferroviários “Irmandade” (Bratstvo) foi fundada a 1 de outubro de 1945, em Subotica, uma cidade junto à fronteira com a Hungria. Na sua génese, era composta por diversas secções, como orquestra de metais, orquestra tamburitza, teatro e folclore.
Até aos nossos dias,  chegaram a orquestra tamburitza, composta por instrumentos de cordas tradicionais dos Balcãs, e a secção de folclore, participando com frequência em diversos festivais da Sérvia, bem como de Inglaterra, Alemanha, Bélgica, Hungria e Bielorrússia.
Com cerca de 120 membros, o grupo agrega no seu reportório danças e cantigas tradicionais de toda a Sérvia, dando ainda destaque aos valiosos e autênticos trajes que envergam.

7 ago, 21h30 | Beira-Rio – Rancho Regional de Gulpilhares

Folk Dance Group “Peda” – Letónia

Foi em dezembro de 1988 que um grupo de jovens da cidade de Aizkraukle, situada a cerca de 80 quilómetros a oeste de Riga, a capital daquele país báltico, se reuniu pela primeira vez, para ensaiar danças e cantigas tradicionais da Letónia. Ao fim de dois anos, em 1990, já tinham granjeado o respeito dos seus pares, participando no maior festival de folclore da Letónia e abrindo as portas para representações da sua cultura em diversos países, do Nepal ao Bahrein, de Israel à Arménia.
Os dançarinos são acompanhados por uma orquestra tradicional composta por violinos, acordeão, tambores e um kokle, uma espécie de saltério ou cítara tradicional da Letónia.
Os membros do grupo, cujas idades variam entre os 16 e os 50 anos, partilham entre si o gosto pela cultura tradicional da Letónia e um mote: “se tens comichão no pé, vai haver muita dança”!

8 ago, 21h30 | Beira-Rio – Grupo Folclórico da Madalena

Grupo Folklórico de la Escuela Normal Superior del Estado de Coahuila – México

Este grupo foi criado em 1989 com o objetivo de enriquecer o conhecimento sobre a cultura local, reforçando e preservando o legado de tradições e costumes do Estado de Coahuila, que faz fronteira com o estado do Texas, nos Estados Unidos. Conhecida como a “Atenas do México”, a capital, Saltillo orgulha-se de ser um polo de intensa produção cultural e científica. Dizem os locais que o “Segape”, o inconfundível poncho mexicano, é originário daquela região, podendo-se visitar naquela cidade universitária um museu, inteiramente dedicado àquela indumentária.
Com cerca de 40 elementos, este grupo vai demonstrar com a sua alegria e o colorido dos seus trajes a exuberância do folclore mexicano.

 

Tags
Show More

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close