Sociedade

Bombeiros investiram um milhão para criar única piscina em Esmoriz

Os Bombeiros de Esmoriz têm há onze anos uma piscina aberta à população, além de uma clínica e de um ginásio. A associação humanitária investiu mais de um milhão de euros na construção de raiz do edifício, contíguo ao quartel, que alberga as três valências, porque não existia esta oferta na cidade. O objetivo é também ser uma fonte de rendimento alternativa à associação, que conseguiu concretizar o projeto com a ajuda de beneméritos, Câmara e Junta de Freguesia e com recurso a um empréstimo à banca, que ficou pago este ano.
“Havia falta de um empreendimento destes a norte do concelho. Existia em Ovar, mas a maior parte da população a norte do concelho tinha que se deslocar a Espinho ou à Feira. Aqui em Esmoriz não havia nada. E os bombeiros decidiram pôr-se à frente”, explica José Teixeira, presidente da associação humanitária, que explica que apesar de terem adquirido máquinas para o ginásio, acabaram por alugar há oito anos esse espaço, à semelhança da clínica, por não terem capacidade para o gerir. Mas a piscina também é usada para reabilitação dos utentes da fisioterapia.
“Atualmente, a piscina conta 618 utentes ativos, que chegam não só de Esmoriz, mas também de Cortegaça, Maceda ou Paramos. Só que ainda não é suficiente para o projeto ser rentável. Lá dentro, há uma piscina pequena e uma grande, onde acontecem aulas de natação de crianças e adultos, hidroginástica ou hidrosenior. Os bombeiros dão uma mãozinha quando são precisas limpezas ou manutenção. E todos os associados dos bombeiros têm desconto, além de que os colaboradores têm uma ligação familiar à associação. É um projeto dos bombeiros para a população, de tal forma que também têm acordos com lares e infantários, por se tratar de “um trabalho social”.

Tags
Show More

Related Articles

3 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close